Arquivo

Archive for the ‘Literatura’ Category

Feliz Natal

22 de dezembro de 2009 Deixe um comentário

Mais um Natal está chegando!

Que neste Natal, você seja muito feliz, não só agora, mas durante toda a sua vida.

O verdadeiro sentido do Natal é a comemoração do nascimento de Jesus, que veio ao mundo para morrer por nós para nos livrar de nossos pecados. Desta forma, Ele se entregou a morte de cruz, para expiar nossos erros e assim, termos acesso ao Santo dos Santos e pudéssemos chegar a Deus diretamente, sem intermediação e com mais intimidade, justificado pelo sangue de Cristo que nos redimiu da nossa culpa.

Que Este mesmo Jesus, nosso Deus-Filho, que nos amou desde a primeira vez que nos viu, quando nos criou, abençoe a sua vida e a de seus familiares para sempre.

Mas eu gostaria que antes de você receber a sua bênção, você possa saber que  Deus o ama tanto, que deu seu filho unigênito para se sacrificar por você, para que o inimigo de nossas almas não tenha mais controle e poder de nos destruir com a incredulidade, tentando sempre desviar nossa atenção para assuntos escusos e banais, a fins de não nos deixar entrar no céu e ter uma nova vida com Deus, para louvá-lo pela eternidade.

Pense em Jesus e reconheça-o como Senhor e Salvador de sua vida, afinal de contas, Ele é o nosso refúgio das opressões malígnas das potestades e hostes da maldade.

Reflita sobre isso,

Jesus é Deus !

Anúncios

Renovação Espiritual Integral

3 de dezembro de 2009 Deixe um comentário

Hoje foi um dia bem cansativo.
Eu estive na Piraquê com a irmã Ilza, amiga da minha mãe, Dora, para buscar umas doações de biscoitos e massas para as crianças, e que, convém dizer, foi uma bênção. Apesar de que esta doação tem ocorrido há 1 ano, e reforçou bastante a alimentação das crianças. Essa bênção foi uma colaboradora do Projeto Vidinha que conseguiu para nós, Maria Emília, que Deus te abençoe em nome de Jesus.

Há alguns dias eu me senti tocado pelo Espírito Santo de Deus, prá mim foi a maior bênção que Deus me deu este ano de 2009. No início do ano, no retiro de carnaval da minha igreja, eu tinha dito que seria um ano de realizações, e esta sem dúvida, foi a maior realização da minha vida, me concertar e reconciliar com meu Deus querido e maravilhoso.

Quero dizer a ti, Senhor, que eu te amo demais e que tú És o Deus da minha salvação. Tua misericórdia para com a minha vida não tem fim, e sempre me dá Tua graça nas horas que eu preciso. Muito obrigado!

Você que lê esta confissão de amor a Deus, saiba que Deus é maravilhoso e que Ele pode mudar a sua vida de tal maneira que tudo o que você conhece e entende, de alguma forma, estará ao contrário da realidade divina, porque nunca o nosso coração estará certo sobre nossos desejos, mas a vontade de Deus na nossa vida, sobrepõe-se a tudo o que pedimos ou pensamos.

Olhe dentro de si !

6 de novembro de 2009 Deixe um comentário

Como todo bom Cristão, em determinados momentos tentamos definir Deus, dizendo que Ele é maravilhoso, eterno, Pai e muitas outras coisas, e realmente É, entretanto, não nos priorizamos com a idéia de que não se pode fazer isso, definir Deus é limitá-lo, pois o nosso conhecimento é limitado, tendo em vista que tudo passa, mas a Palavra de Deus não, porque Ele é Onipotente, Onipresente e Oniciente. Em 1º Coríntios capítulo 1 versículo 19 diz: “Porque está escrito: Destruirei a sabedoria dos sábios, E aniquilarei a inteligência dos inteligentes.”

Antes de ter uma intimidade maior com Deus, eu dizia que Deus era a personificação de tudo o que é bom, amável, aceitável, de boa fama e índole e etc, mas depois que tive um encontro com Deus, percebi uma nova perspectiva e realidade, na verdade, tudo o que é bom, amável, aceitável, de boa fama e índole e etc, é a personificação de Deus, sabendo que mesmo assim estaríamos limitando-o, mas essa é apenas uma demonstração de minha admiração pelo meu Mestre, o Senhor Jesus.

Com base nessa forma de pensar, nasceu dentro de mim o desejo de me doar, mas o que eu poderia oferecer a alguém ?
É sempre essa a pergunta que ecoa na mente de todos que ainda não se lançaram a novidade de vida que é a caridade, até porque este é notoriamente um conflito entre a razão e a emoção, mesmo sabendo que a razão nem sempre tem razão, isso com base em conceitos individuais latentes em cada mente humana.

Vamos olhar para dentro de nós mesmo, analisar nossas emoções e independente do que se encontra, pedir forças ao Senhor Jesus para realizar a caridade, na forma mais global possível, pois a caridade não é somente ajudar pessoas pobres, mas compreender as dificuldades dos outros, seja pobre, seja rico, amar como a um irmão mais novo e defender a teoria a qual Jesus nos ensinou e nos deixou como herança, como diz em 1º Coríntios capítulo 13 versículos de 1 a 8 que diz: “(I Corintios 13:1) – AINDA que eu falasse as línguas dos homens e dos anjos, e não tivesse amor, seria como o metal que soa ou como o sino que tine. (I Corintios 13:2) – E ainda que tivesse o dom de profecia, e conhecesse todos os mistérios e toda a ciência, e ainda que tivesse toda a fé, de maneira tal que transportasse os montes, e não tivesse amor, nada seria. (I Corintios 13:3) – E ainda que distribuísse toda a minha fortuna para sustento dos pobres, e ainda que entregasse o meu corpo para ser queimado, e não tivesse amor, nada disso me aproveitaria. (I Corintios 13:4) – O amor é sofredor, é benigno; o amor não é invejoso; o amor não trata com leviandade, não se ensoberbece. (I Corintios 13:5) – Não se porta com indecência, não busca os seus interesses, não se irrita, não suspeita mal; (I Corintios 13:6) – Não folga com a injustiça, mas folga com a verdade; (I Corintios 13:7) – Tudo sofre, tudo crê, tudo espera, tudo suporta.
(I Corintios 13:8) – O amor nunca falha; mas havendo profecias, serão aniquiladas; havendo línguas, cessarão; havendo ciência, desaparecerá; ”

Deus abençoe, Alex.

O conto de um conto !

3 de novembro de 2009 Deixe um comentário

Quem nunca viu aqueles seriados de TV de terror, onde um(a) sujeito(a) entra numa casa completamente estranha e escura, em uma noite de tempestade intensa, totalmente acoado e com pavor de tudo ao seu redor? Pois é, é assim que está o povo brasileiro com relação a violência no Brasil, que de um tempo para cá, vem aumentando consideravelmente desde a eleição do Rio de Janeiro como sede dos Jogos Olímpicos de 2016.

O governo brasileiro tem investido fortemente em divulgar o país no mundo, como um país forte, controlado e financeiramente estável, mas a indignação é tamanha, que chega a ser grosseira estas últimas iniciativas do Estado, para com a própria Casa.

Os cidadãos brasileiros têm sofrido constantemente ameaças não só de bandidos, com toda essa criminalidade que se perfaz em todo Brasil, mas também de políticos corruptos que sempre procuram favorecer seus bolsos e cuidar daqueles a quem tem como importantes, e deixam os mais “reles” a mercê da própria política de sobrevivência, isso comparando a uma criança de alguns meses de vida indo para o fogão fazer a sua própria comida. É isso mesmo, chama-se covardia, entregar a população aos paralelos e deixarem cuidar de si. Cadê toda aquela empolgação que se libera nos períodos de eleições?

Os maiores culpados de o Brasil estar assim, são dos nossos próprios dirigentes, não critico um político só, mas uma casta que permite que estas situações aconteçam em nosso Brasil. O ruim de tudo é que eles são tão burros que, toda essa ignorância e negligência sempre afetam e vão afetar a eles também, sabendo que seus familiares estão a mercê do acaso, mas principalmente, na mira dos invejosos, avarentos e orgulhosos.

O maior conto que o Brasil pode ter e dizer, é que somos definitivamente uma nação bem sucedida. Antes fosse, porque boa sucessão, é quando estamos numa condição em que temos tudo sob controle e podemos realizar qualquer benefício que quisermos sem preocupação de nos ser subtraído aquilo que prezamos ter.

Ordem e Progresso já !

Estudo Bíblico sobre Ética Cristã – parte 1

2 de novembro de 2009 Deixe um comentário

Por Alex Araújo

No mundo contemporâneo, a igreja sofreu modificações drásticas com relação ao comportamento pessoal de cada membro. Junto com a chamada evolução, que na verdade está mais para descobrimento do próprio livre-harbítrio, está a responsabilidade de lidar com o conhecimento do bem e do mal, que é a razão, que nos foi imposto pelos primeiros “homens” (Adão e Eva). Dado este é fato, entendemos que razão, é a forma de se executar o livre-harbítrio com o conhecimento do bem e do mal, de forma a identificarmos corretamente o que é e o que não é lícito ou conveniente realizar. Este é o princípio da Ética Cristã. Entender este ponto é crucial para compreender a lógica deste estudo, e saber aplicar a ética cristã ao seu dia-a-dia.

Em 1ª Coríntios 14:26-33 diz:

26. Portanto, meus irmãos, o que é que deve ser feito? Quando vocês se reúnem na igreja, um irmão tem um hino para cantar; outro, alguma coisa para ensinar; outro, uma revelação de Deus; outro, uma mensagem em línguas estranhas; e ainda outro, a interpretação dessa mensagem. Que tudo seja feito para o crescimento espiritual da igreja.

27. Se algum de vocês falar em línguas estranhas, então que apenas dois ou três falem, um depois do outro, e que alguém interprete o que está sendo dito.

28. Mas, se não houver ninguém que possa interpretar, então fiquem calados e falem somente consigo mesmos e com Deus.

29. No caso de dois ou três receberem a mensagem de Deus, estes devem falar, e os outros que pensem bem no que eles estão dizendo.

30. Se uma outra pessoa que estiver ali sentada receber a mensagem de Deus, quem estiver falando deve se calar.

31. Vocês todos podem anunciar a mensagem de Deus, um de cada vez, para que todos aprendam e fiquem animados.

32. Quem fala deve controlar o dom de anunciar a mensagem de Deus,

33. pois Deus não quer que nós vivamos em desordem e sim em paz.

Esta passagem nos mostra uma série de critérios a ser seguida quando colocamos em pauta a liturgia do culto. Bom, primeiro passo, o que vem a ser (significar) a palavra liturgia ? No dicionário Michaelis denota-se o seguinte: “Liturgia” – s. f. Ordem das cerimônias e preces de que se compõe o culto público e oficial instituído por uma igreja, resumindo, liturgia é nada mais e nada menos do que a organização cerimonial do culto, ou, pautar a maneira como o culto será conduzido.

Nos versículos acima, temos claramente as diretivas (regras) para a liturgia de um culto, Paulo coloca bem nítido a maneira como as pessoas responsáveis e principalmente os membros devem se portar, se dirigir, durante o momento em que Deus está presente, sabendo que se fosse uma autoridade pública presente no local, haveria uma maneira mais respeitosa de se comportar mediante a presença dele. Mas como Deus não se faz fisicamente visível, então há uma certa displiscência. Na minha visão, entendo claramente ao contrário, é exatamente neste momento que devemos nos manter numa postura de mais respeito e “inclinação patriótica espiritual” (vou falar disso mais na frente), para com o Senhor.

Em 1ª Corítintios 12:12-13, Paulo diz também:

12. Cristo é como um corpo, o qual tem muitas partes. E todas as partes, mesmo sendo muitas, formam um só corpo.

13. Assim, também, todos nós, judeus e não-judeus, escravos e livres, fomos batizados pelo mesmo Espírito para formar um só corpo. E a todos nós foi dado de beber do mesmo Espírito.

Nesta passagem, Paulo exemplifica para a igreja de corintos algo de extrema importância mas simples e primária; Que a igreja do Senhor, todas, têm suas funções com seus respectivos responsáveis como membros, cada um executando uma ação/medida diferente do outro, mas com uma finalidade, o crescimento e o desenvolvimento do corpo.

A principal característica do corpo de Cristo está sendo mencionada no versículo 13, quando ele diz: “Assim, também, todos nós, judeus e não-judeus, escravos e livres, fomos batizados pelo mesmo Espírito para formar um só corpo. E a todos nós foi dado de beber do mesmo Espírito.”, que é a prática da aceitação do homem espiritual, sem observar o que ele é por fora, rico ou pobre, velho ou novo, gordo ou magro e etc, cuja meta é formar um único corpo batizado pelo mesmo espírito.

Raciocício lógico desta primeira parte do estudo sobre Ética Cristã.

1º. Seguir as regras estipuladas pela Bíblia através de seu pastor, é fundamental tanto para o crescimento da igreja, quanto para o seu crescimento e amadurecimento espiritual.

2º. Absorver os ensinamentos na Escola Dominical é essencial para que suas faculdades mentais sejam revitalizadas e assim, ganhem desenvoltura na hora da aplicação pessoal dentro da igreja. Sim, é necessário que suas faculdades mentais entrem em ação, para que tudo aquilo que você ouça, veja (leia) ou fale, tenha sentido espiritual de acordo com aquilo que Deus quer para a igreja.

3º. A essência da ética cristã é na verdade, a atenção que você oferece para as coisas de Deus, porque se você prestar total atenção e compreender o comportamento de um verdadeiro cristão na bíblia, verá que a verdadeira ética, é aquela a qual você respeita o que lhe foi estimulado a fazer para o bom andamento da Obra de Deus.

Fim da Primeira parte sobre Ética Cristã.

O Monge e o Executivo

1 de novembro de 2009 Deixe um comentário

Um excelente livro sobre liderança e auto-respeito. O autor, James C. Hunter, explica através de uma ficção, algumas das maiores lições sobre liderança que a humanidade já viu.